“Eu também não acredito em signos”

ilustra_não acredito

Foi o que respondi pra ela. A Astrologia é apenas um meio de simbolizar nossa passagem pelo mundo. Signo pra mim não é uma questão de crença ou fé. Os signos são imagens, são uma construção coletiva que fez sentido para algumas culturas e que continua a fazer sentido para algumas pessoas na contemporaneidade.

Se abrir sentido, pois bem, se não, que abra em outras perspectivas de mundo, outras concepções. Penso que os signos podem servir apenas como chaves para acessarmos algo que nos diz respeito, mas ainda não tem nome. A Astrologia não pode ser autoritária, a ideia dos signos é apenas uma ponte para que a pessoa se reconheça e entre em contato com suas próprias mitologias.

O princípio do signo é infinito e suas possibilidades também. Cada Sol em Aquário é uma expressão própria de Sol em Aquários. Por isso a leitura do mapa astral deve sempre estar profundamente ancorada na experiência pessoal de cada um. Nessa perspectiva não há uma leitura à priori, o mapa é tão vivo quanto a própria pessoa.

Podemos pensar apenas em possíveis pontos de partida para este passeio que a Astrologia nos convida. Viajar pelas imagens, representações, histórias, mitos, dizeres, para nos aproximarmos um pouco mais de nós. Para que a gente possa fazer o exercício de dar sentido para nossa caminhada e não assimilar sentidos dados.

– Julia Francisca é astróloga e busca uma perspectiva poética e imagética da Astrologia.