Oficina para mulheres: Lilith – a Lua Negra – e as vozes selvagens

flyer_lilith-lygia


Ouve-me, ouve o silêncio. O que te falo nunca é o que te falo, e sim outra coisa.
Capta essa coisa que me escapa e no entanto vivo dela e estou à tona de brilhante escuridão.
Água Viva

Dizem que o Sol e a Lua tinham o mesmo tamanho e grandeza. Até que um dia, a Lua foi diminuída e tiraram sua luz. Do sentimento de diminuição, apareceram cascas negras ao seu redor e assim nasceu Lilith, a Lua Negra. Considerada bruxa e demônia, foi exilada no deserto, onde pia com as corujas e conversa com as cobras.

Na astrologia, a Lua Negra é uma figura que aparece no mapa astral de todas as pessoas. Ela é uma voz selvagem que nos diz onde a vida pulsa e onde não. Para nos aproximarmos dela é preciso aprender sua língua. Uma língua primitiva e que no entanto precisa ser criada. Nesta oficina, iremos conversar sobre Lilith na astrologia, mitologia e arte. Também faremos uma vivência de percepção corporal e prática de desenho a partir do trabalho da artista Lygia Clark.

– com Julia Francisca, astróloga e artista plástica, autora do site Trama Celeste

Dia 04/12, domingo, das 15h às 19h
Valor: R$ 60  /  15 vagas
Local: 10 min. do metrô Praça da Árvore
oficina para mulheres (aberta para pessoas trans)
Inscrições e dúvidas: https://goo.gl/forms/CX6sYBEQ5e2e8S0n1

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *